Lamentável o que fazem com o desporto nacional. Roubam a dignidade do atleta, que, por vezes, treinam em condições precárias, mas alimentados pelo sentimento patriótico de conseguir destaque representando o esporte brasileiro para o mundo. Vergonhosamente na contramão, dirigentes fazem apenas esforço para obter poder e prestígio com vantagens indevidas, tomando de assalto as estruturas esportivas do país e montam sofisticados esquemas de corrupção.

Graças à operação da Polícia Federal, nesta semana, mais uma era nefasta foi desmantelada com a prisão de um dirigente e do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, que supostamente praticou diversos ilícitos.

Como deputado federal do Rio de Janeiro e presidente da Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados, trabalhei para que o presidente do COB prestasse esclarecimentos no colegiado, porém os convites foram sorrateiramente justificados. No entanto, temos acompanhado os desdobramentos das investigações e cobrado rigorosa punição ao escandaloso uso das Olimpíadas para desviar recursos públicos. Agora, infelizmente, mais uma vez, foi descoberto um esquema que pode ter começado antes mesmo da escolha do Brasil para sediar as Olimpíadas.

Roubaram o brilho e o prestígio da nossa gente aos olhos do mundo. No entanto, confio na Justiça brasileira e no comprometimento do povo para ajudar a limpar, de uma vez por todas, a corrupção que assola o nosso país. Não tenho dúvidas de que esses corruptos estão sentenciados por Deus!

Share This Story!

You may also like

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.