A proposta, feita pelo presidente da Comissão do Esporte, Ezequiel Teixeira, promoveu amplo debate com a sociedade, especialistas e legisladores para que inovações sejam apresentadas

Na tarde desta quarta-feira (13), a Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados (CESPO) promoveu importante discussão acerca da epidemia de diabetes no Brasil. Hoje, estima-se que o país tenha mais de 12 milhões de pessoas que sofrem com a doença, que causa mais de 70 mortes por ano devido às suas complicações.

O crescente número de diabéticos no Brasil e as consequências da doença mal controlada é que motivaram o presidente do colegiado, deputado federal Ezequiel Teixeira (Podemos/RJ), a propor o debate. O objetivo é que a discussão resulte em propostas legislativas inovadoras e contribua com a prevenção e controle do diabetes no país.

“Sabemos que a prática de exercício físico é importante para qualquer pessoa, mas para o diabético é essencial no auxílio do controle dos pacientes já diagnosticados. Por isso, entendo que o nosso papel, como legislador, seja o de desenvolver políticas públicas para evitar a doença e promover qualidade de vida aos doentes crônicos,” argumentou Ezequiel Teixeira.

Para a coordenadora do projeto Doce Desafio da Universidade de Brasília (UnB), profª Luísiane Santana, é importante que o paciente diagnosticado com o diabetes mellitus (DM) siga os pilares do tratamento, que são a alimentação, o medicamento e a prática do exercício físico. “O resultado do exercício físico especificamente só começa a aparecer entre 12 e 48 horas, o que comprova a necessidade do exercício físico contínuo para o controle da doença”, disse. Ela ainda destacou a importância da prevenção antes que o paciente tenha perdas funcionais.

A CESPO fez compromisso de ampliar o debate e promover ação conjunta com outras comissões da Câmara como as de Saúde e Educação para que analisem juntos os dados apresentados por especialistas no intuito de identificar os problemas estruturais da epidemia do diabetes e propor soluções legislativas.

Share This Story!

You may also like

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.