Na Câmara, o deputado federal trabalhou para que a matéria fosse derrubada. De acordo como ele, verba pública é para ser usada em benefício do povo e não para encher os cofres dos partidos políticos e financiar campanha eleitoral

Indignação foi a palavra usada pelo deputado Ezequiel Teixeira (Podemos/RJ) durante toda a discussão da Reforma Política na Câmara dos Deputados. Uma das propostas em questão foi a criação do Fundo Eleitoral para financiar campanhas políticas. O “fundão”, como foi batizado, prevê abastecimento por meio de recursos que são destinados aos municípios. Mesmo aprovado o fundo público eleitoral, o parlamentar não poupou críticas ao que considera um afronto aos brasileiros.

“O povo está sendo assolado pela corrupção que tomou conta do nosso país. Recursos e mais recursos são desviados para encher o bolso dos espertalhões. Com a proibição do Supremo Tribunal Federal para o financiamento privado de campanhas eleitorais, encontraram um meio de fomentar o fundo partidário. É absurdo retirar de verbas destinadas aos munícipios para financiar propaganda eleitoral. Estamos aqui para representar o povo e lutar para melhorar a qualidade de vida da população e não para conseguir a perpetuação no poder como muitos aqui almejam. Nove em cada dez brasileiros foram contra a criação do fundo e, pelo que vimos, não respeitaram a vontade dos que aqui representamos”, protestou.

Share This Story!

You may also like

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter a message.